Histórias de Adormecer para Raparigas Rebeldes

IMG_20180313_134435

Estes livros são verdadeiras preciosidades.

Em cada um deles há 100 mulheres para descobrir. Mulheres que se destacaram por terem conseguido alcançar os seus sonhos. Para cada uma delas há uma ilustração e uma pequena biografia.

A forma como estas mulheres nos são apresentadas é absolutamente inspiradora. Faz qualquer uma sentir-se pequenina perante tantos exemplos de superação, no entanto, faz-nos também querer fazer mais e melhor por nós próprias e pelo mundo. É de facto um livro que inspira mulheres e raparigas rebeldes.

Há algumas mulheres bastante conhecidas, como Astrid Lindgren escritora de Pipi das Meias Altas, as tenistas Serena e Venus Williams, a ativista Rosa Parks, a escritora Agatha Christie ou a Oprah Winfrey mas, pelo menos para mim muitas das mulheres presentes neste livro eram completas estranhas e sinto-me grata por tê-las conhecido nestas páginas.

Pesquisei sobre várias delas no Google porque quis saber mais. Uma das que mais gostei de conhecer é Chimamanda Ngozi Adichie, uma escritora nigeriana. Encontrei uma participação sua numa TED talk que adorei. Deixo-vos o link aqui, caso tenham curiosidade. Como vêm, estes livros, maravilhosos só por si, são também uma porta aberta para muitas outras descobertas, histórias e novos conhecimentos.

No entanto, tenho que vos dizer que não gosto do título. Porquê “para raparigas rebeldes”? E os rapazes?

Se para elas serão, certamente fonte de inspiração, estes livros são também absolutamente maravilhosos para rapazes. Eu, mãe de dois rapazes, faço questão de lhes ler estas histórias e de lhes dar a conhecer estas mulheres extraordinárias. Com o mais velho já li algumas e ele adorou.

As ilustrações são obras de várias ilustradoras de todo o mundo. Entre elas, estão duas portuguesas. No primeiro volume, a Helena Morais Soares desenhou a artista mexicana Frida Kahlo e a ativista sul-africana Miriam Makeba. No segundo volume, a Joana Estrela desenhou a astrofísica canadiana Sara Seager e a ativista norte coreana Yeonmi Park.

Recomendo MUITO, para raparigas e rapazes a partir dos 6 anos e para mulheres e homens de todas as idades.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s