Regresso a Casa

A primeira palavra que me ocorre para descrever este livro, chegado a Portugal pela mão da Orfeu Negro, é ACONCHEGANTE.

A mãe coelha e o seu bebé, tornados humanos nas belíssimas ilustrações,  regressam a casa ao anoitecer. O pequeno coelho vai no colinho da mãe, cansado de um dia de muita brincadeira. As ruas estão vazias e a cidade prepara-se para dormir.

Pelo caminho, janelas iluminadas mostram outras vidas. O coelhinho vai encantado pelo que vê, ouve e cheira enquanto passa diante de cada janela aberta. O restaurante e a livraria estão a fechar, ouve alguém a falar ao telefone, uma tarte cheirosa sai do forno, alguém descansa frente à televisão e na janela ao lado há uma festa. O pai coelho junta-se a eles no caminho.  

As ilustrações a carvão em papel texturado com uma paleta principalmente monocromática mas com laivos de cores suaves tornam este livro reconfortante, lindíssimo e perfeito para trazer a noite até aos pequenos leitores. São absolutamente magníficas! No momento em que, já em casa, o pai põe o pequenote na cama, o peso do sono, o calor do cobertor e o leve ar noturno são tão deliciosamente palpáveis que os pequenos leitores só terão vontade de se aconchegar nas suas caminhas e dormir um soninho descansado. É uma delícia, MESMO!

Já na cama, o pequeno coelho ainda vai pensado o que estarão as pessoas que viu pelo caminho a fazer naquele momento. A festa já terá terminado, a televisão foi apagada, alguém se prepara para ir para a cama ou toma um banho relaxante para esticar as pernas, há quem adormeça a ler um livro, quem ainda vá comer a tarte e alguém que sai para apanhar o último comboio de regresso a uma cidade distante.

“É uma noite como qualquer outra, uma noite especial. Quando acaba, descansamos. Boa noite.”

Recomendo para maiores de 3 anos.

Anúncios