A MONTANHA DE LIVROS MAIS ALTA DO MUNDO

Capturar

 

Que delícia de livro!

Lucas, nasceu para voar e sabia disso desde sempre. Olhava os pássaros, o rasto dos aviões e tentava inventar asas que realizassem o seu sonho.  Ano após anos, pedia asas ao Pai Natal, mas recebia-as sempre de brincar.

Um dia a mãe pousou-lhe um livro nas mãos e disse-lhe que há outras formas de voar.

Nesse mesmo dia, sem se dar conta, o Lucas começou a voar…

As ilustrações são divinais, cheias de detalhe e bom humor. Apetece ficar quietinho, só a olhar e desfrutar.

É um livro que exalta a maravilha que é o mundo da leitura e da imaginação. Com a imaginação, todos podemos voar. Quem lê é mais feliz.

Gostava que este livro estivesse na estante de todas as crianças do mundo.

Recomendo para maiores de 4 anos.

Anúncios

O DIA EM QUE ME TORNEI PÁSSARO

O Dia em que me tornei pássaro

 

Olá gente bonita 🙂

Depois de umas longas férias, regresso com um livro muito, muito especial.

Um livro que já estava na minha biblioteca há algum tempo em inglês e que eu esperava que fosse trazido para Portugal.

Chegou pelas mãos da editora The Poets and Dragons Society. Na língua de Camões está ainda mais bonito.

O protagonista desta história simples e muitíssimo expressiva é um menino de coração terno que se apaixona pela primeira vez no primeiro dia de escola.

Eles estão na mesma turma e ela senta-se à sua frente. Ele não tem olhos para mais nada, mas ela nem o vê.

Candela é apaixonada por pássaros, observa-os na natureza e cuida deles quando estão feridos.

A voz do menino como narrador é realista e cativante pois ele partilha o que lhe vai no coração de forma simples e honesta.

 

“Quando olho para ela, esqueço tudo o resto.

Já não quero saber dos meus carrinhos,

da minha bola de futebol, nem de coisa nenhuma.

E também já não olho para os pássaros como antes.”

 

Um dia, o menino apaixonado resolve ir para a escola disfarçado de pássaro, um grande e belo pássaro. O fato, construído pelo menino, pode ser visto a ganhar forma nas ilustrações desde a primeira página enquanto a história se começa a desenrolar devagarinho.

Não é fácil andar vestido de pássaro.  Faz calor, os colegas riem-se, jogar à bola é difícil e fazer xixi com aquele fato é complicado. Mas o menino não se importa.

Será que a Candela vai ter olhos para este pássaro tão apaixonado?

Recomendo para maiores de 5 anos

 

Boa Noite a Todos

Boa noite a todos

O sol já se põe e todos têm sono. Os ratinhos têm sono, as lebres têm sono, os veados têm sono. Até a mãe ursa tem sono, mas o ursinho ainda quer brincar…

Uma história de embalar, perfeita para partilhar momentos tranquilos com os mais pequeninos, antes de dormir.

Criada pelo ilustrador preminado, Chris Haughton, autor do “MAMÃ?” e editado em portugal pela ORFEU MINI, numa edição cartonada, com páginas de diferentes formatos.

As páginas recortadas, levam o leitor a uma viagem pela floresta onde encontra vários animais sonolentos.

Uma explosão de cores com uma fabulosa paleta em rosa e roxo tornam as ilustrações muito apelativas e adequadas aos pequenos leitores.

Nada foi deixado ao acaso neste livro. Na primeira sequência há um pequeno bocejo, que cresce cada vez mais até que todos vão para a cama.
A sequência final começa com um ronco que cresce cada vez mais até o ursinho receber um beijinho de boa noite e todos estarem dormindo. Até ao final, as ilustrações fazem parecer que o próprio livro está lentamente a fechar os olhos e a adormecer.

É mesmo maravilhoso!

Recomendo para bebés. Não há idade mínima para começar a “ler” 😉

O URSO E O GATO SELVAGEM

urso-960x650

“Um dia de manhã, o urso estava a chorar. O seu amigo passarinho tinha morrido.”

Não são raras as vezes que me pedem sugestões de livros que ajudem a abordar com as crianças o tema da morte. É um tema duro para todos nós e tão complexo que nunca é fácil falar dele, principalmente com crianças.

Ao longo do livro acompanhamos o luto do urso, pela perda do amigo querido com quem partilhava os seus dias.

Num texto poético, carregado de sensibilidade e muito verdadeiro o luto desenrola-se entre a dor, a revolta, a incapacidade de aceitar a despedida, a incompreensão e a solidão. É intenso e comovente.

Este livro não ensina ninguém a ultrapassar a dor, nem poderia, mas abre a porta à esperança de um recomeço.

Mas esta história não é apenas sobre a morte, é também uma celebração da vida e da amizade, que nos mostra que a vida é para partilhar e que deste modo tudo ganha sentido e fica mais leve.

As ilustrações monocromáticas são perfeitas e delicadas como se exigia num livro tão profundamente belo.

Recomendo para todas as idades.

UM DIA DE NEVE

UmDiadeNeve_CPweb_1024x1024

Ai que delícia de livro!

Haverá criança no mundo que não goste de brincar na neve? Ou que não sonhe com isso?

A história é muito simples. É uma história de descoberta.

O Pedro acorda numa manhã de inverno e o mundo à sua volta cobriu-se de neve. Vai lá para fora brincar. Diverte-se a deixar pegadas na neve com os pés ora virados para dentro, ora virados para fora. Desenha no chão com um ramo. Faz um boneco de neve e claro, anjos e pássaros também. Sobe a uma montanha e depois usa-a como escorrega.

No final do dia guarda uma bola de neve no bolso do casaco para brincar no dia seguinte. Pouco depois fica triste porque a bola desapareceu, mas não faz mal porque na manhã seguinte, continua tudo branquinho lá fora e o Pedro vai chamar um amigo para brincar com ele.

SnowyDay-miolo-final_15-copia_1024x1024SnowyDay-miolo-final_20-copia_1024x1024SnowyDay-miolo-final_27-copia_1024x1024

De 1962, esta história, até agora inédita em Portugal chegou pela mão da Orfeu Negro.  É uma das histórias preferidas das crianças de todo o mundo. Foi o segundo livro ilustrado de Ezra Jack Keats e surgiu de uma preocupação do autor pela falta de representatividade da comunidade negra na literatura para crianças. Ezra escreveu e ilustrou mais seis histórias com o pequeno Pedro como protagonista.

As ilustrações são muito simples e delicadas com recurso a colagens, carimbos e tecidos.

Um album perfeito.

Recomendo para maiores de 4 anos.

E.T. O Extraterrestre

ET

A inaugurar a “Coleção Filmes de Todos os Tempos,” a Porto Editora publicou recentemente o livro E.T. O Extraterrestre. Pelo que consegui apurar, os próximos incluem “Sozinho em Casa” e “Regresso ao Futuro”. Esta colecção promete.

Já o temos cá em casa e os meus filhos já o folhearam, mas ainda não o lemos juntos. Este é daqueles que quero explorar com eles sem o tempo contado porque está na hora de ir para a cama. Claro que eu já o li.

Quando o vi na prateleira da livraria quase que o coração me saltou pela boca, tal foi a excitação. Para quem, como eu e provavelmente como todos os que me lêem, tem memórias de infância deliciosas em torno do filme, as expectativas perante este livro vão facilmente para lá da estratosfera.

Tanto a história como as ilustrações estão fieis ao filme. Mas, tendo em conta que se trata de um livro para crianças com poucas páginas e pouco texto em cada página, não se pode esperar que se vivam e se sintam as emoções que o filme nos proporciona. De facto, fica a faltar emoção, mas convenhamos que não é humanamente possível transmitir, por exemplo, o desespero do Elliot a querer salvar o amigo E.T, cada vez mais doente e frágil, em meia dúzia de linhas escritas. No entanto, a história de amizade e as grandes aventuras vividas estão cá e vão de certeza encantar os mais pequenos.

Gosto bastante do livro e ainda mais, da ideia de o ler com os meus filhos.

Recomendo para maiores de 5 anos.

Gostava de ver nesta colecção “Os Goonies” . Lembram-se do filme? E vocês, que títulos gostariam de ver nesta colecção?

 

 

 

 

 

O URSINHO, A VELHA GIRAFA E O MURO DE PEDRA

9788416566037

Uma história carregadinha de ternura, mesmo como eu gosto. 🙂

Esta é daquelas histórias supostamente para crianças, que fazem os adultos estremecer de emoção. Com amizade, empatia e generosidade podemos mesmo levar alegria ao coração dos que se cruzam connosco nesta vida.

Que delícia de história!

As ilustrações também são lindas e muito coloridas, como a pequenada adora.

Um pequeno Ursinho, a viver num jardim zoológico, está triste e calado porque está cercado por um grande muro de pedra.

A velha e grande Girafa espreita para lá do muro e conta-lhe histórias maravilhosas sobre os ursos que vivem do outro lado.

“Junto à Girafa, os dias do Ursinho são mais alegres. Às vezes até consegue esquecer-se do muro de pedra que o rodeia!”

O tempo passa, o Ursinho cresce e a Girafa adoece e é levada para outro lugar.

O Ursinho cresceu tanto, que um dia consegue, ele próprio, espreitar para o outro lado do muro.

Do outro lado, apenas prédios.

Alguns dias depois chega ao Zoo, um pequeno e tristonho elefante.

“Quando vê o Urso a espreitar para o outro lado do muro, pergunta-lhe intrigado:

– Há algum elefante aí fora?

– De facto há – responde o Urso sem pensar.  Vejo uma selva com palmeiras, uma lagoa de água fresca e muitos, muitos elefantes. “

 

Recomendo para maiores de 5 anos