A MONTANHA DE LIVROS MAIS ALTA DO MUNDO

Capturar

 

Que delícia de livro!

Lucas, nasceu para voar e sabia disso desde sempre. Olhava os pássaros, o rasto dos aviões e tentava inventar asas que realizassem o seu sonho.  Ano após anos, pedia asas ao Pai Natal, mas recebia-as sempre de brincar.

Um dia a mãe pousou-lhe um livro nas mãos e disse-lhe que há outras formas de voar.

Nesse mesmo dia, sem se dar conta, o Lucas começou a voar…

As ilustrações são divinais, cheias de detalhe e bom humor. Apetece ficar quietinho, só a olhar e desfrutar.

É um livro que exalta a maravilha que é o mundo da leitura e da imaginação. Com a imaginação, todos podemos voar. Quem lê é mais feliz.

Gostava que este livro estivesse na estante de todas as crianças do mundo.

Recomendo para maiores de 4 anos.

Anúncios

O DIA EM QUE ME TORNEI PÁSSARO

O Dia em que me tornei pássaro

 

Olá gente bonita 🙂

Depois de umas longas férias, regresso com um livro muito, muito especial.

Um livro que já estava na minha biblioteca há algum tempo em inglês e que eu esperava que fosse trazido para Portugal.

Chegou pelas mãos da editora The Poets and Dragons Society. Na língua de Camões está ainda mais bonito.

O protagonista desta história simples e muitíssimo expressiva é um menino de coração terno que se apaixona pela primeira vez no primeiro dia de escola.

Eles estão na mesma turma e ela senta-se à sua frente. Ele não tem olhos para mais nada, mas ela nem o vê.

Candela é apaixonada por pássaros, observa-os na natureza e cuida deles quando estão feridos.

A voz do menino como narrador é realista e cativante pois ele partilha o que lhe vai no coração de forma simples e honesta.

 

“Quando olho para ela, esqueço tudo o resto.

Já não quero saber dos meus carrinhos,

da minha bola de futebol, nem de coisa nenhuma.

E também já não olho para os pássaros como antes.”

 

Um dia, o menino apaixonado resolve ir para a escola disfarçado de pássaro, um grande e belo pássaro. O fato, construído pelo menino, pode ser visto a ganhar forma nas ilustrações desde a primeira página enquanto a história se começa a desenrolar devagarinho.

Não é fácil andar vestido de pássaro.  Faz calor, os colegas riem-se, jogar à bola é difícil e fazer xixi com aquele fato é complicado. Mas o menino não se importa.

Será que a Candela vai ter olhos para este pássaro tão apaixonado?

Recomendo para maiores de 5 anos

 

O Leão e o Pássaro

capa-loja-leao-01-500x500

Um livro doce, doce, doce….

A narrativa é construída a partir de ilustrações delicadas e poucas palavras.

As ilustrações dizem tanto, que à medida que folheamos as páginas deste livro fica claro, que na verdade, as poucas palavras bastam, como tantas vezes acontece na vida.

Num dia de outono, enquanto o leão trata do seu jardim, encontra um passarinho ferido. Assim começa esta amizade.

 

Por estar ferido, o passarinho não pode partir em viagem com o seu bando. O leão, comovido, decide não o deixar sozinho. Cuida dele durante todo o inverno. Crescem os laços de amizade entre eles, sente-se a alegria e o companheirismo. O tempo passa e seguindo os ritmos da natureza, a primavera volta e é hora de voar novamente. Fica a solidão, o desalento e a esperança do reencontro. Voltará?

Uma história que nos leva a reflectir sobre a amizade, a solidão, o abandono, o cuidado com os outros e a saudade.

Para mim, foi inevitavel, pensar no dia em que “os meus passarinhos”  vão voar sozinhos deste ninho quentinho e seguro.

Recomendo para maiores de 6 anos

 

 

O URSO E O GATO SELVAGEM

urso-960x650

“Um dia de manhã, o urso estava a chorar. O seu amigo passarinho tinha morrido.”

Não são raras as vezes que me pedem sugestões de livros que ajudem a abordar com as crianças o tema da morte. É um tema duro para todos nós e tão complexo que nunca é fácil falar dele, principalmente com crianças.

Ao longo do livro acompanhamos o luto do urso, pela perda do amigo querido com quem partilhava os seus dias.

Num texto poético, carregado de sensibilidade e muito verdadeiro o luto desenrola-se entre a dor, a revolta, a incapacidade de aceitar a despedida, a incompreensão e a solidão. É intenso e comovente.

Este livro não ensina ninguém a ultrapassar a dor, nem poderia, mas abre a porta à esperança de um recomeço.

Mas esta história não é apenas sobre a morte, é também uma celebração da vida e da amizade, que nos mostra que a vida é para partilhar e que deste modo tudo ganha sentido e fica mais leve.

As ilustrações monocromáticas são perfeitas e delicadas como se exigia num livro tão profundamente belo.

Recomendo para todas as idades.

UM DIA DE NEVE

UmDiadeNeve_CPweb_1024x1024

Ai que delícia de livro!

Haverá criança no mundo que não goste de brincar na neve? Ou que não sonhe com isso?

A história é muito simples. É uma história de descoberta.

O Pedro acorda numa manhã de inverno e o mundo à sua volta cobriu-se de neve. Vai lá para fora brincar. Diverte-se a deixar pegadas na neve com os pés ora virados para dentro, ora virados para fora. Desenha no chão com um ramo. Faz um boneco de neve e claro, anjos e pássaros também. Sobe a uma montanha e depois usa-a como escorrega.

No final do dia guarda uma bola de neve no bolso do casaco para brincar no dia seguinte. Pouco depois fica triste porque a bola desapareceu, mas não faz mal porque na manhã seguinte, continua tudo branquinho lá fora e o Pedro vai chamar um amigo para brincar com ele.

SnowyDay-miolo-final_15-copia_1024x1024SnowyDay-miolo-final_20-copia_1024x1024SnowyDay-miolo-final_27-copia_1024x1024

De 1962, esta história, até agora inédita em Portugal chegou pela mão da Orfeu Negro.  É uma das histórias preferidas das crianças de todo o mundo. Foi o segundo livro ilustrado de Ezra Jack Keats e surgiu de uma preocupação do autor pela falta de representatividade da comunidade negra na literatura para crianças. Ezra escreveu e ilustrou mais seis histórias com o pequeno Pedro como protagonista.

As ilustrações são muito simples e delicadas com recurso a colagens, carimbos e tecidos.

Um album perfeito.

Recomendo para maiores de 4 anos.

O CORPO HUMANO

9789897075407

Que a Maria cOntarolante gosta de boas histórias já todos sabemos, mas há outro tipo de livros que me fascinam e que os miúdos adoram e com os quais aprendem muitíssimo.

Hoje trago-vos um que já ando a devorar com o meu filho Francisco e que acho o máximo.

É um livro com 100 perguntas e respostas sobre o corpo humano e com muitas abas para abrir e aprender curiosidades giras sobre o funcionamento do nosso corpo.

Qual é o maior órgão do nosso corpo?

Para onde vai a comida depois de a engolirmos?

O que é a memória?

Porque razão tenho de dormir se não estou cansado?

O que é a saliva?

Estas e muitas outras perguntas têm resposta neste livro fantástico e deixam os miúdos encantados. Acredito que quando as coisas são apresentadas de forma simples e apelativa como aqui acontece, todos os miúdos gostam de aprender e ficam orgulhosos com as suas descobertas.

Vão descobrir a função das diferentes partes do corpo, aprender como funciona o sistema digestivo, os pulmões, o cérebro e o coração. Ficarão uns sabichões sobre o assunto.

Há mais 3 títulos nesta colecção: A QUINTA, OS DINOSSAUROS e A SELVA. Confesso que ainda não me debrucei sobre eles, mas tendo em conta o do Corpo Humano, desconfio que também vou gostar.

Recomendo para maiores de 6 anos

Histórias de Adormecer para Raparigas Rebeldes

IMG_20180313_134435

Estes livros são verdadeiras preciosidades.

Em cada um deles há 100 mulheres para descobrir. Mulheres que se destacaram por terem conseguido alcançar os seus sonhos. Para cada uma delas há uma ilustração e uma pequena biografia.

A forma como estas mulheres nos são apresentadas é absolutamente inspiradora. Faz qualquer uma sentir-se pequenina perante tantos exemplos de superação, no entanto, faz-nos também querer fazer mais e melhor por nós próprias e pelo mundo. É de facto um livro que inspira mulheres e raparigas rebeldes.

Há algumas mulheres bastante conhecidas, como Astrid Lindgren escritora de Pipi das Meias Altas, as tenistas Serena e Venus Williams, a ativista Rosa Parks, a escritora Agatha Christie ou a Oprah Winfrey mas, pelo menos para mim muitas das mulheres presentes neste livro eram completas estranhas e sinto-me grata por tê-las conhecido nestas páginas.

Pesquisei sobre várias delas no Google porque quis saber mais. Uma das que mais gostei de conhecer é Chimamanda Ngozi Adichie, uma escritora nigeriana. Encontrei uma participação sua numa TED talk que adorei. Deixo-vos o link aqui, caso tenham curiosidade. Como vêm, estes livros, maravilhosos só por si, são também uma porta aberta para muitas outras descobertas, histórias e novos conhecimentos.

No entanto, tenho que vos dizer que não gosto do título. Porquê “para raparigas rebeldes”? E os rapazes?

Se para elas serão, certamente fonte de inspiração, estes livros são também absolutamente maravilhosos para rapazes. Eu, mãe de dois rapazes, faço questão de lhes ler estas histórias e de lhes dar a conhecer estas mulheres extraordinárias. Com o mais velho já li algumas e ele adorou.

As ilustrações são obras de várias ilustradoras de todo o mundo. Entre elas, estão duas portuguesas. No primeiro volume, a Helena Morais Soares desenhou a artista mexicana Frida Kahlo e a ativista sul-africana Miriam Makeba. No segundo volume, a Joana Estrela desenhou a astrofísica canadiana Sara Seager e a ativista norte coreana Yeonmi Park.

Recomendo MUITO, para raparigas e rapazes a partir dos 6 anos e para mulheres e homens de todas as idades.